Pessoas em linha

Temos 6 visitantes em linha
741743 Visitantes Totais


Daniela Mercury Enviar por E-mail

Daniela Mercury é considerada uma das maiores cantoras, e mais famosas de axé, e é conhecida como a rainha deste género musical. Desde de 1991 até hoje, Daniela lançou diversos álbuns e singles, vendendo mais de 12 Milhões de discos em todo o mundo.[5] Ela foi a única artista brasileira a gravar um DVD comemorativo de 25 anos do Cirque du Soleil e a fazer parte do Festival de Jazz de Montreal. Além disso, Mercury foi convidada para participar do DVD de Alejandro Sanz, e cantar com Paul McCartney, em Oslo, na Noruega, durante a entrega do Prémio Nobel da Paz.

O primeiro álbum de Mercury, que leva o nome como título, foi lançado em 1991 pela gravadora independente Eldorado. Deste, foram lançadas para as rádios as canções "Swing da Cor", o primeiro single de Daniela a chegar ao topo da parada brasileira, e "Menino do Pelô", ambas gravadas com o bloco-afro Olodum. No ano seguinte, desligou-se da gravadora e, desde então, produz os próprios álbuns para depois negociar a distribuição dos mesmos com as gravadoras que estejam interessadas.

Em 1992 apresentou-se no projeto Som do Meio Dia no Museu de Arte de São Paulo. O show reuniu mais de trinta mil espectadores, o que acabou por deixar o trânsito engarrafado nas imediações do local. Após quarenta minutos de show, Mercury foi retirada do palco por representantes da secretaria de turismo de São Paulo, que, preocupados com a estrutura do museu, obtiveram uma ordem da polícia militar para retirá-la do local.

Logo após o show, Mercury foi contratada pela gravadora Sony Music e através desta lançou o segundo álbum solo, O Canto da Cidade. O álbum vendeu mais de dois milhões de cópias no Brasil, fazendo com que Mercury se tornasse a segunda intérprete feminina a atingir tal feito, e produziu sucessos como "O Mais Belo dos Belos", "Batuque", "Você Não Entende Nada" e a faixa-título do álbum, todos alcançaram o topo da parada oficial. As canções "Só Pra Te Mostrar", um dueto com Herbert Vianna, e "Bandidos da América" fizeram um sucesso moderado nas rádios brasileiras, atingindo as posições de número nove e vinte um na parada, respectivamente.

O álbum rendeu a Mercury um especial de fim de ano na Rede Globo, onde foram mescladas apresentações de um show gravado na praça da Apoteose no Rio de Janeiro com videoclipes gravados com Caetano Veloso, com Herbert Vianna e Tom Jobim. Anos mais tarde, o especial, até então inédito em vídeo, foi lançado em DVD para comemorar os quinze anos do lançamento do álbum. Em julho de 1993, Mercury foi uma das principais atrações brasileiras no prestigiado Festival de Jazz de Montreux, na Suíça.

Alguns consideram que O Canto da Cidade foi o percursor do movimento samba-reggae, logo chamado de "axé music", ganhando força em todas as regiões do país e permitindo que outros artistas do gênero, como Ivete Sangalo, tivessem destaque no cenário musical brasileiro. Acredita-se que, também, a partir deste álbum que o carnaval da Bahia passou a ter divulgação maciça na mídia. Mercury experimentou, durante este período um auge de popularidade pouco visto na história da indústria musical brasileira, sendo apelidada de "furacão da Bahia" e "rainha do axé".